Rede de televisão Al Jazeera America é lançada nos EUA

terça-feira, 20 de agosto de 2013 22:27 BRT
 

20 Ago (Reuters) - A rede de televisão a cabo Al Jazeera América se apresentou aos telespectadores dos Estados Unidos nesta terça-feira com relatos de conflitos políticos no Egito e um tiroteio em uma escola primária na Georgia, em sua primeira tentativa de conquistar o público, logo após uma grande operadora de TV por assinatura se recusar a distribuir o novo canal.

A recusa da operadora de TV paga U-verse, da AT&T, resultou de uma discordância sobre os termos do contrato para a distribuição do novo canal, disse o porta-voz da AT&T, Mark Siegel.

Globalmente, a Al Jazeera é vista em mais de 260 milhões de lares em 130 países. Mas o novo canal norte-americano, financiado pelo emir do Catar, vinha tendo até agora dificuldade para conseguir distribuidores, em parte porque a Al Jazeera foi percebida por alguns como sendo antiamericana durante a guerra do Iraque.

Antes do anúncio da AT&T, a Al Jazeera América disse que estaria disponível em mais de 40 milhões de lares, cerca de metade do alcance da CNN, do grupo Time Warner.

Em sua primeira hora de transmissão, a Al Jazeera se comprometeu a cobrir "as questões que são importantes para a América e para o mundo".

Os âncoras da emissora disseram que irão fornecer cobertura em profundidade de histórias ignoradas por outros meios de comunicação, com escritórios em cidades que consideravam carentes como Nashville e Detroit.

Sua cobertura jornalística começou com relatos sobre o Egito, o tiroteio na escola da Georgia e incêndios florestais no oeste dos Estados Unidos, temas também cobertos por emissoras concorrentes nesta terça-feira.

A Al Jazeera América também noticiou uma greve de fome de presos em protesto contra as condições das prisões na Califórnia e o plano da Kodak a se recuperar da falência.

As operadoras Comcast, DirecTV, Dish e Verizon estão distribuindo a Al Jazeera América.   Continuação...