August 21, 2013 / 1:28 AM / in 4 years

Rede de televisão Al Jazeera America é lançada nos EUA

3 Min, DE LEITURA

20 Ago (Reuters) - A rede de televisão a cabo Al Jazeera América se apresentou aos telespectadores dos Estados Unidos nesta terça-feira com relatos de conflitos políticos no Egito e um tiroteio em uma escola primária na Georgia, em sua primeira tentativa de conquistar o público, logo após uma grande operadora de TV por assinatura se recusar a distribuir o novo canal.

A recusa da operadora de TV paga U-verse, da AT&T, resultou de uma discordância sobre os termos do contrato para a distribuição do novo canal, disse o porta-voz da AT&T, Mark Siegel.

Globalmente, a Al Jazeera é vista em mais de 260 milhões de lares em 130 países. Mas o novo canal norte-americano, financiado pelo emir do Catar, vinha tendo até agora dificuldade para conseguir distribuidores, em parte porque a Al Jazeera foi percebida por alguns como sendo antiamericana durante a guerra do Iraque.

Antes do anúncio da AT&T, a Al Jazeera América disse que estaria disponível em mais de 40 milhões de lares, cerca de metade do alcance da CNN, do grupo Time Warner.

Em sua primeira hora de transmissão, a Al Jazeera se comprometeu a cobrir "as questões que são importantes para a América e para o mundo".

Os âncoras da emissora disseram que irão fornecer cobertura em profundidade de histórias ignoradas por outros meios de comunicação, com escritórios em cidades que consideravam carentes como Nashville e Detroit.

Sua cobertura jornalística começou com relatos sobre o Egito, o tiroteio na escola da Georgia e incêndios florestais no oeste dos Estados Unidos, temas também cobertos por emissoras concorrentes nesta terça-feira.

A Al Jazeera América também noticiou uma greve de fome de presos em protesto contra as condições das prisões na Califórnia e o plano da Kodak a se recuperar da falência.

As operadoras Comcast, DirecTV, Dish e Verizon estão distribuindo a Al Jazeera América.

Merrill Brown, um ex-executivo de mídia que ajudou a lançar a rede de notícias a cabo MSNBC, disse que a Al Jazeera América talvez tenha que pagar os distribuidores caso queira chegar a mais telespectadores, especialmente porque não é propriedade de um conglomerado de mídia que pode empacotá-lo com outros canais para ganhar vantagem nas negociações.

"É difícil acreditar que eles conseguirão uma distribuição nacional sem pagar", disse Brown.

Reportagem de Liana B. Baker, Lisa Richiwne, Sinead Carew, Susan Zeidler e Nichola Groom

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below