Vigilância da NSA abrange 75% do tráfego de Internet nos EUA, diz WSJ

quarta-feira, 21 de agosto de 2013 11:11 BRT
 

21 Ago (Reuters) - A rede de vigilância da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) tem capacidade para atingir cerca de 75 por cento de todas as comunicações na Internet dos EUA, revelou o Wall Street Journal nesta terça-feira.

Citando funcionários atuais e antigos da NSA, o jornal disse que a cobertura de 75 por cento representa uma parcela maior das comunicações via Internet dos norte-americanos do que as autoridades tinham divulgado publicamente.

O jornal disse que a agência mantém o conteúdo de alguns emails enviados entre cidadãos dos Estados Unidos e também filtra telefonemas feitos através da Internet.

Em resposta a um pedido de comentário sobre a reportagem, a NSA disse que sua missão de inteligência "é centrada em derrotar adversários estrangeiros que visam prejudicar o país. Defendemos os EUA de tais ameaças, enquanto trabalhamos ferozmente para proteger os direitos de privacidade dos cidadãos dos EUA".

"Não é e/ou. São ambos", disse a NSA em comunicado enviado por email à Reuters.

Edward Snowden, um ex-prestador de serviço da NSA, revelou recentemente os detalhes de programas secretos dos EUA para monitorar telefonemas e o tráfego de Internet de norte-americanos e estrangeiros.

(Reportagem de Michael Erman)

 
Manifestante ergue cartaz em protesto contra os programas de vigilância dos EUA, em Frankfurt. A rede de vigilância da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) tem capacidade para atingir cerca de 75 por cento de todas as comunicações na Internet dos EUA, revelou o Wall Street Journal nesta terça-feira. 27/07/2013. REUTERS/ Kai Pfaffenbach