Executivos da HTC são presos por vazamento de segredos comerciais

segunda-feira, 2 de setembro de 2013 10:23 BRT
 

TAIPEI, 2 Set (Reuters) - Três executivos de design da HTC foram presos por suspeita de vazamento de segredos comerciais, levando as ações da fabricante de smartphones taiwanesa a caírem nesta segunda-feira, com seus problemas se aprofundado em meio à saída de funcionários de alto escalão e vendas decepcionantes.

Promotores de Taipei confirmaram que o vice-presidente de design de produtos da companhia, Thomas Chien, o diretor de pesquisa e desenvolvimento, Wu Chien-Hung, e o gerente sênior de design e inovação, Justin Huang, foram presos na sexta-feira.

Chien e Chien-Hung permanecem sob custódia, enquanto Huang foi libertado sob fiança, acrescentou o porta-voz da promotoria Mou Hsin Huang.

Os executivos também foram acusados ​​de reivindicarem falsas taxas de comissão, totalizando cerca de 10 milhões de dólares taiwaneses (334.200 dólares). Detalhes sobre as acusações não estavam imediatamente disponíveis.

As prisões ocorreram em resposta a uma queixa apresentada pela HTC no mês passado, acusando os executivos de vazamento de segredos comerciais.

A HTC se recusou a comentar, a não ser para dizer que a investigação não teve impacto sobre suas operações. Chien e Chien-Hung não puderam ser contatados e Huang não estava imediatamente disponível para comentar.

Reportagens citando a polícia disseram que os executivos estavam planejando usar a tecnologia de interface roubada para a criação de uma nova empresa de design, voltada para vendedores chineses.

(Por Clare Jim)