SAIBA MAIS-Veja as transformações da Nokia desde 1871

terça-feira, 3 de setembro de 2013 12:29 BRT
 

3 Set (Reuters) - Veja as transformações na Nokia ao longo do tempo, companhia que concordou com a venda de seu negócio de celulares e de licenças para suas patentes por 5,44 bilhões de euros (7 bilhões de dólares) para a Microsoft:

* Batizada em 1871, em homenagem ao rio Nokianvirta --perto de onde o engenheiro de mineração Fredrik Idestam montou sua segunda fábrica de papel--, a Nokia passou mais de um século fabricando pneus, botas e cabos antes de produzir seu primeiro celular portátil, o Mobira Cityman, em 1987.

* Apelidado de "Gorba" após o ex-líder soviético Mikhail Gorbachev ser retratado utilizando o aparelho, o celular pesava 800 gramas e tinha um preço ainda mais intimidador --24.000 marcos finlandesas (4.650 euros).

* Em 1992, a Nokia vendeu suas divisões de negócio não-móveis e lançou o seu primeiro telefone GSM portátil digital, o Nokia 1011.

* Lançado em 2003, o aparelho básico Nokia 1100 foi um grande sucesso. Com entregas de 250 milhões de unidades, tornou-se não apenas um best-seller da telefonia móvel global, mas o aparelho eletrônico mais popular entre os dispositivos de todos as categorias.

* A Nokia manteve o posto de maior fabricante mundial de telefones celulares até ser derrubada pela Samsung em 2012, tendo perdido a liderança do lucrativo mercado de smartphones no ano anterior. A companhia passou a ser deixada para trás a partir do lançamento do iPhone, da Apple, em 2007.

* A Nokia lançou seus primeiros aparelhos equipados com o Windows Phone, o Lumia 710 e o Lumia 800, em outubro de 2011, depois de uma decisão estratégica do novo presidente-executivo Stephen Elop de abandonar o sistema operacional próprio Symbian em favor do equivalente da Microsoft.

* A Nokia acelerou o ritmo de lançamento de produtos em 2013, incluindo o lançamento do Lumia 1020, com uma câmera de 41 megapixels. Também este ano, a empresa anunciou um aparelho de 15 euros, seu celular mais barato de todos os tempos.

* Embora a Nokia tenha informado em julho que entregará 7,4 milhões de smartphones Lumia no segundo trimestre, um aumento de 32 por cento sobre o primeiro trimestre, o número veio abaixo dos 8,1 milhões previstos por analistas. Agora, a Nokia tem apenas cerca de 15 por cento do mercado celulares, com uma participação ainda menor, de 3 por cento, do mercado de smartphones.

(Por David Cutler)