Google Brasil diz que não participa de espionagem digital

sexta-feira, 6 de setembro de 2013 10:32 BRT
 

SÃO PAULO, 6 Set (Reuters) - O diretor-geral do Google no Brasil, Fabio Coelho, disse nesta sexta-feira que a empresa não participa de questões de espionagem digital, e que o tema deve ser tratado no âmbito de governos.

"Isso é uma questão entre países. O Google não participa disso. Política de espionagem tem que ser tratada no âmbito de governos", disse ele durante evento em São Paulo, ao ser questionado sobre o assunto, acrescentando que o governo brasileiro tem "o direito de se sentir ultrajado".

No último domingo, o programa "Fantástico", da TV Globo, noticiou que o governo dos Estados Unidos havia espionado comunicações entre a presidente Dilma Rousseff e seus assessores, em reportagem feita com base em documentos vazados pelo ex-prestador de serviços da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês), Edward Snowden.

(Reportagem de Roberta Vilas Boas)