Príncipe saudita manterá ações do Twitter, vê IPO até início de 2014

segunda-feira, 16 de setembro de 2013 13:42 BRT
 

Por Mirna Sleiman

DUBAI (Reuters) - O bilionário príncipe saudita Alwaleed bin Talal disse que não venderá qualquer de suas ações do Twitter quando o microblog abrir o capital, e espera que a oferta inicial de ações da empresa aconteça no final deste ano ou início de 2014.

O príncipe, um sobrinho do rei Abdullah da Arábia Saudita e proprietário da companhia de investimento internacional Kingdom Holding, investiu 300 milhões de dólares na gigante de mídias sociais no final de 2011.

"A velocidade com que eles estão se movendo mostra, claramente, que eles gostariam do IPO mais cedo do que mais tarde. Acredito que acontecerá este ano ou no começo do ano que vem", disse Alwaleed à Reuters em uma entrevista por telefone no domingo.

O Twitter entrou com pedido para uma oferta pública inicial de ações nos órgãos reguladores norte-americanos, a empresa disse na quinta-feira, dando o primeiro passo em direção ao que seria a estréia mais antecipada do Vale do Silício desde a listagem do Facebook ano passado.

"Com os 300 milhões de clientes que eles possuem e meio bilhão de tuítes por dia, o potencial de crescimento é enorme," disse Alwaleed. Ele disse que o presidente-executivo Dick Costolo era "muito informado, muito confiável".

"Ouvimos que a empresa está avaliada entre 14 e 15 bilhões de dólares, mas houve negócios acima deste valor. Acreditamos que possa ter um valor maior que esse."