ENTREVISTA-Sony Mobile quer dobrar capacidade de produção no Brasil em 2014

terça-feira, 1 de outubro de 2013 19:49 BRT
 

Por Alberto Alerigi Jr.

SÃO PAULO (Reuters) - A Sony Mobile planeja dobrar sua capacidade de produção de celulares no Brasil no próximo ano, numa estratégia para ampliar sua participação em um dos mercados em que a marca mais cresce no mundo, afirmou o presidente da companhia para o país.

Nos planos da divisão de dispositivos móveis da Sony está o aumento de portfólio de aparelhos com foco nas tecnologias de terceira e quarta geração (3G e 4G), e aproveitar o previsto aumento no consumo do país com a Copa do Mundo.

"A gente poderia estar vendendo mais. Hoje temos uma situação de um problema bom, de termos mais demanda que nossa capacidade de produção", disse Ricardo Junqueira, presidente da Sony Mobile Brasil, sem revelar números.

"A gente está estudando todas as alternativas", afirmou o executivo, ao ser questionado sobre um eventual aproveitamento de capacidades de produção da divisão de eletrônicos em Manaus na ampliação de produção de celulares no país.

Atualmente, os modelos da Sony Mobile são produzidos sob contrato com a Foxconn, numa fábrica no interior de São Paulo dedicada exclusivamente aos produtos da marca.

Segundo Junqueira, um eventual aumento do contrato com a Foxconn, em vez de produção própria pela Sony Mobile, também está sendo estudado. "Nos próximos meses deveremos ter uma conclusão (...) Obviamente, a Foxconn é um grande parceiro nosso no Brasil e mundialmente", disse ele, evitando dar detalhes sobre nível atual de produção no país.

O executivo está há 15 anos no grupo Sony e assumiu em março o comando da recém-criada divisão no país. Antes da reformulação da unidade, as operações no Brasil eram comandadas por uma divisão que reunia toda a América Latina.

Com a reformulação, a empresa poderá acelerar no Brasil o lançamento de modelos anunciados no exterior, de até três meses para quatro semanas, no máximo, disse Junqueira.   Continuação...