Oferta do Google pode encerrar caso sobre ferramentas de busca

quarta-feira, 2 de outubro de 2013 10:08 BRT
 

Por Claire Davenport

BRUXELAS, 1 Out (Reuters) - Uma oferta da Google para modificar o modo como exibe resultados de busca na Internet pode resolver uma disputa antitruste de longa duração com a União Europeia, disse o chefe de regulação concorrencial da UE nesta terça-feira.

O motor de buscas mais popular do mundo é investigado há três anos pela Comissão Europeia, que atua como reguladora antitruste do bloco, sobre denúncias de que estava bloqueando concorrentes nos resultados de busca.

Mais de uma dezena de empresas, incluindo a Microsoft, o site britânico de comparação de preços Foundem e a empresa de mapas online alemã HotMaps, acusaram o Google de espremê-los para fora do mercado.

O Google propôs concessões em setembro, com a esperança de acabar com um caso que poderia levar a uma multa de até 10 por cento de sua receita global, ou 5 bilhões de dólares.

O comissário responsável pela concorrência, Joaquin Almunia, disse aos legisladores no Parlamento Europeu nesta terça que ele acreditava que a oferta da empresa havia tornado mais fácil para os usuários ver os resultados de rivais do Google em pesquisas na Internet.

Apesar de dizer que não poderia expor as concessões oferecidas pela empresa dos Estados Unidos, ele disse que um longo caminho foi atravessado para abordar totalmente as preocupações da autoridade antitruste.

"Chegamos a um momento-chave neste caso", disse Almunia. "Agora, com as melhorias significativas na mesa, eu acho que nós temos a possibilidade de trabalhar novamente."

"Eu acho que o caminho do acordo continua a ser a melhor escolha", disse o comissário, acrescentando que uma decisão sobre o caso poderia ser tomada na próxima primavera do hemisfério norte.

Almunia disse que a Comissão iria buscar respostas sobre a oferta do Google por parte das empresas que apresentaram as queixas.