Funcionário da Casa Branca é demitido por conta secreta no Twitter

quarta-feira, 23 de outubro de 2013 07:54 BRST
 

Por Roberta Rampton e Steve Holland

WASHINGTON, 23 Out (Reuters) - Um alto funcionário da Casa Branca que ajudava nas negociações sobre a questão nuclear iraniana foi demitido após ser desmascarado como o responsável por uma conta no Twitter famosa por insultos a figuras públicas do governo e do Congresso dos Estados Unidos, disse uma fonte do governo na terça-feira.

Jofi Joseph era diretor de não-proliferação nuclear do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, mas há mais de dois anos vinha publicando centenas de tuítes anônimos e ofensivos usando a conta @NatSecWonk.

Ele foi demitido na semana passada depois que foi descoberto, disse a fonte da Casa Branca.

Um funcionário da Casa Branca confirmou que Joseph não trabalha mais lá, mas não quis comentar sobre assuntos pessoais. A demissão foi relatada pela primeira vez pelo site The Daily Beast.

Em seu perfil no Twitter, que foi removido do site de rede social, Joseph descrevia a si mesmo como um "observador atento da política externa e da cena de segurança nacional", que "assumidamente diz o que todo mundo só pensa".

Como o amplamente seguido @NatSecWonk, Joseph especulava anonimamente sobre os motivos políticos e movimentos de carreira de funcionários do governo que trabalhavam com ele, incluindo Ben Rhodes, porta-voz do presidente Barack Obama sobre questões de segurança nacional.

Este mês, Joseph tuitou que a ex-secretária de Estado Hillary Clinton "teve poucos objetivos políticos e nenhuma vitória" no Oriente Médio. Ele concordou com o deputado republicano Darrell Issa, que implacavelmente perseguia Hillary pelas ações do governo após o ataque do ano passado contra o posto diplomático dos EUA em Benghazi, na Líbia, em que morreram quatro norte-americanos.

"Olha, Issa é um idiota, mas ele está certo em algo aqui com a @HillaryClinton pela prestação de contas por Benghazi", tuitou.

Joseph não respondeu a pedidos por telefone e email para comentar o assunto, mas disse ao site Politico que lamentava seus tuítes.

"O que começou como uma conta de paródia da cultura de DC (capital dos EUA) tornou-se ao longo do tempo uma série de comentários inapropriados e mesquinhos. Assumo total responsabilidade por este assunto e peço sinceras desculpas a todos que eu insultei", disse Joseph em um email enviado ao Politico.