Resultados da Apple decepcionam às vésperas de festas de fim de ano

terça-feira, 29 de outubro de 2013 12:44 BRST
 

28 Out (Reuters) - O lucro e a margem da Apple caíram apesar de a empresa ter vendido 33,8 milhões de iPhones no trimestre encerrado em setembro, levando investidores decepcionados a realizar lucros.

Wall Street esperava um crescimento maior das vendas trimestrais, depois de a companhia prever em setembro que suas receitas e margens chegariam ao teto de suas projeções.

As ações da Apple, que desde então subiram 17 por cento, caíram cerca de 2 por cento no after market, para 519 dólares nesta segunda-feira.

Os investidores irão agora ouvir atentamente os comentários do presidente-executivo da Apple, Tim Cook, sobre os três últimos meses do ano, período importante por conta das festas de fim de ano.

A empresa de tecnologia mais valiosa do mundo disse nesta segunda-feira esperar receitas de 55 bilhões de dólares a 58 bilhões de dólares para o atual trimestre, superando as expectativas médias de Wall Street, de 55,65 bilhões de dólares.

A margem de lucro bruta para o quarto trimestre fiscal ficou em 37 por cento, abaixo dos 40 por cento de um ano atrás, devido à forte competição com a Samsung Electronics. O resultado ficou perto da estimativa média dos analistas, de 36,9 por cento.

"Esperávamos margens brutas maiores", disse o analista da Morningstar Brian Colello. "Com o preço maior e a clara preferência em relação ao 5S, esperávamos um avanço maior da margem bruta para o trimestre encerrado em dezembro."

A Apple disse ter vendido 33,8 milhões de iPhones no último trimestre, aproximadamente em linha com as previsões dos analistas, de 33 milhões a 36 milhões.

A empresa vendeu 14,1 milhões de iPads durante o trimestre, pouco acima dos 14 milhões no mesmo trimestre do ano passado, e 4,6 milhões de computadores Mac, abaixo dos 4,9 milhões vendidos um ano atrás.   Continuação...

 
Aparelhos iPhone 5C exibidos na loja da Apple na 5ª Avenida, em Manhattan, Nova York. O lucro e a margem da Apple caíram apesar de a empresa ter vendido 33,8 milhões de iPhones no trimestre encerrado em setembro, levando investidores decepcionados a realizar lucros. 20/9/2013. REUTERS/Adrees Latif