Funcionários da Amazon entram em greve novamente na Alemanha

terça-feira, 29 de outubro de 2013 14:43 BRST
 

BERLIM, 29 Out (Reuters) - Funcionários de dois centros de distribuição da Amazon.com na Alemanha entraram novamente em greve nesta terça-feira por salário e condições de trabalho, no mais recente revés enfrentado pela maior varejista da Internet em seu segundo maior mercado.

O sindicato de serviços Verdi convocou uma greve de um dia nos centros da Amazon em Leipzig e Bad Hersfeld, depois de trabalhadores em Leipzig terem suspendido o trabalho na segunda-feira. A Amazon disse que as entregas não foram afetadas pois a maioria dos funcionários continuou a trabalhar.

O sindicato já organizou várias greves curtas este ano em uma tentativa de forçar a Amazon a aceitar um acordo coletivo sobre as condições de trabalho, similar aos acordos para o setor de encomendas e de vendas, mais generosos que aquele para o setor de logística.

A Verdi, que alertou que seus membros poderiam entrar em greve durante a temporada de Natal, disse que esperava que cerca de 600 dos 2.500 funcionários em Bad Hersfeld participassem da greve na terça-feira, e que cerca de 500 dos 2.000 funcionários de Leipzig fizessem o mesmo.

A Amazon emprega cerca de 9.000 pessoas na Alemanha, seu maior mercado fora dos Estados Unidos. As vendas na Alemanha cresceram quase 21 por cento em 2012, para 8,7 bilhões de dólares, representando um terço do total fora dos EUA.

(Por Emma Thomasson)