Time Warner Cable perde assinantes e diz estar aberta a negociações

quinta-feira, 31 de outubro de 2013 16:47 BRST
 

31 Out (Reuters) - A Time Warner Cable registrou declínio no número de clientes de vídeo e Internet, e culpou o blecaute de um mês da principal emissora norte-americana, a CBS, dizendo estar aberta à consolidação se isso representar rentabilidade aos acionistas.

As especulações sobre uma fusão levaram as ações da empresa a uma alta de 2,2 por cento e ofuscaram os resultados do terceiro trimestre, descritos por um analista como "horríveis".

Em sua última teleconferência antes da aposentadoria, o presidente-executivo Glenn Britt falou sobre as conversas que vem ocorrendo nos meses recentes. Britt disse "estamos focados em fazer dinheiro para vocês (acionistas), mais do que em uma noção confusa de consolidação."

Fontes disseram à Reuters que o bilionário John Malone aproximou-se da Time Warner Cable para uma compra por meio de um investimento na Charter Communications, mas que até agora foi recusada. Malone também tem falado sobre a necessidade de consolidação na indústria de TV a cabo toda vez que tem uma chance. A administração da Time Warner Cable rejeitou suas aproximações por acreditar que o acordo não beneficiaria acionistas, informou a Reuters recentemente.

A operadora de TV a cabo divulgou resultados decepcionantes nesta quinta-feira. A empresa reduziu sua previsão de crescimento de receitas no ano depois de publicar receitas abaixo das estimativas dos analistas no terceiro trimestre.

A companhia informou ter perdido 304 mil clientes líquidos de vídeo, quase o dobro da previsão de Wall Street, de acordo com a empresa de pesquisas StreetAccount.

A Time Warner Cable, que teve queda inesperada dos clientes de Internet no terceiro trimestre, disse esperar que as receitas do ano cresçam de 3 por cento a 3,5 por cento, abaixo da previsão anterior de 4 por cento a 5 por cento.

(Por Liana B. Baker)