BlackBerry precisa se livrar de unidade de hardware, dizem analistas

terça-feira, 5 de novembro de 2013 20:54 BRST
 

5 Nov (Reuters) - A retomada BlackBerry vai demorar, mesmo se a empresa tomar o passo necessário de vender ou fechar seu negócio de hardware, disseram analistas depois de a companhia abandonar seu plano de venda.

A CIBC World Markets cortou seu preço-alvo de 12 para 5 dólares, avaliando a BlackBerry em apenas 2,6 bilhões de dólares -- montante que tinha em seu balanço em 31 de agosto.

Sob esse preço, a empresa vale aproximadamente metade dos 4,7 bilhões de dólares que a Fairfax Financial Holdings, maior acionista da BlackBerry, ofereceu para fechar o capital da empresa.

Na segunda-feira, a companhia anunciou que não estava mais à venda e que indicaria um novo presidente-executivo para liderar a retomada.

"Algumas decisões difíceis devem ser tomadas no curto prazo, incluindo venda de subsidiárias (isto é, do negócio de hardware) e reestruturação", disse o analista da Paradigm Capital Gabriel Leung em comunicado.

A BlackBerry anunciou na segunda-feira que em vez de ser vendida a empresa levantaria 1 bilhão de dólares com emissão de notas conversíveis para um grupo de investidores de longo prazo.

"Suspeitamos que as coisas vão ficar bem piores antes de começarem a melhorar", disse a equipe de análise do Société Générale.

(Por Supantha Mukherjee)