Ministro descarta preços maiores por novo Marco Civil da Internet

quinta-feira, 7 de novembro de 2013 13:17 BRST
 

BRASÍLIA, 7 Nov (Reuters) - Os preços para os consumidores não deverão subir com regras propostas no Marco Civil da Internet, como a de construção de data centers no Brasil, disse nesta quinta-feira o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, a jornalistas.

"Não vai aumentar nada", disse o ministro, argumentando que o mercado das operadoras de telecomunicações é muito competitivo no país. "Nós temos um mercado de grande concorrência, eles brigam a tapa pelo consumidor", disse, após participar de solenidade de assinatura do decreto para migração das rádios AM para FM.

Questionado sobre as discussões em torno do acordo de aumento de participação da espanhola Telefónica na Telecom Italia, e suas implicações no mercado brasileiro, Bernardo disse apenas que na próxima semana, deverá ter uma reunião com o presidente a Telefônica Brasil, Antonio Carlos Valente.

No país, a Telecom Italia contra a TIM Participações, rival da Vivo, que é da Telefônica. (Por Leonardo Goy)