Motorola, do Google, mira retorno com smartphone de baixo custo

quarta-feira, 13 de novembro de 2013 14:18 BRST
 

Por Alexey Petrov

SAN FRANCISCO, 13 Nov (Reuters) - A Motorola está apostando que smartphones de baixo custo podem reacender seu negócio em dificuldades, mesmo que o controle da Google sobre a empresa faça com que ela fique de fora da China, o maior mercado de smartphones do mundo.

O novo telefone Moto G, revelado na manhã desta quarta-feira, estará disponível a partir de 179 dólares sem um contrato de serviço de telefonia, cerca de um terço do preço do novo iPhone 5C da Apple.

O Moto G estará disponível no Brasil e em partes da Europa a partir desta quarta-feira, e por toda a América Latina, Europa e Canadá nas próximas semanas, e ainda na Índia, Estados Unidos, sudeste asiático e Oriente Médio no primeiro trimestre.

O smartphone, porém, não estará disponível na China, o maior mercado de smartphones do mundo em volume. O mercado na China hoje é maior que o dos EUA e da Europa Ocidental somados, de acordo com a empresa de pesquisa Strategy Analytics.

A Motorola não é a única empresa buscando sucesso fabricando um smartphone acessível. A Mozilla, a desenvolvedora do popular navegador Firefox, fez parcerias com fabricantes de celulares para oferecer telefones Firefox em lugares como o Brasil, o México e a Grécia. O telefone Lumia 521 da Nokia, que é baseado em software do Microsoft Windows, está disponível a partir de 99 dólares sem um contrato de serviço de telefonia.

(Por Alexei Oreskovic)