Venda de tablets cai 2% no Brasil no 3o trimestre--IDC

terça-feira, 3 de dezembro de 2013 10:30 BRST
 

SÃO PAULO, 3 Dez (Reuters) - As vendas de computadores tablet no Brasil no terceiro trimestre tiveram queda de 2 por cento sobre os três meses anteriores, apesar de queda de preços, segundo dados divulgados nesta terça-feira pela empresa de pesquisa de mercado IDC.

Segundo a IDC, 1,8 milhão de tablets foram vendidos no país no terceiro trimestre, mais que o dobro do comercializado no mesmo período do ano passado.

A empresa afirmou que a queda na comparação trimestral é inédita e os fatores para a retração não estão claros.

"Ainda é cedo para determinar os reais motivos da queda, por se tratar de um mercado novo", afirmou a IDC em comunicado à imprensa, acrescentando que o resultado do segundo trimestre pode ter sido puxado para cima por compras do governo, além de sazonalidade.

O preço médio dos tablets vendidos caiu 2 por cento em relação ao segundo trimestre, chegando a 610 reais. Já em relação ao mesmo período de 2012, a queda chegou a 28 por cento, um desconto de 243 reais, segundo a IDC.

A expectativa da empresa para o quarto trimestre é de pico de vendas no ano, atingindo 2,6 milhões de tablets.

Na avaliação da IDC, 2013 deve fechar com vendas de 7,9 milhões de tablets no Brasil, um crescimento de 142 por cento em relação a 2012. Já para 2014, espera-se um volume acima de 10 milhões, um aumento de pelo menos 36 por cento.

"A partir de 2014 os crescimentos devem entrar em um patamar de dois dígitos. O mercado se manterá bem aquecido mesmo com a atenção dos varejistas voltada para a venda de TVs, em função da Copa do Mundo", afirmou o analista Pedro Hagge, da IDC, no relatório.

(Por Alberto Alerigi Jr.)