Anatel permitirá que operadoras paguem multas com investimentos

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 20:33 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 5 Dez (Reuters) - O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou nesta quinta-feira regulamentação que permitirá às empresas de telecomunicações pagar com investimentos multas impostas pelo órgão.

A agência aprovou regulamento para disciplinar os critérios para a celebração de Termos de Ajustamento de Conduta (TACs), de forma que a celebração do TAC implicará no arquivamento dos processos relacionados à conduta irregular de empresas.

"Em troca da celebração do TAC, porém, o compromissário terá de cessar a conduta, reparar danos aos usuários prejudicados em até seis meses e, ainda, poderá assumir compromissos adicionais, como, por exemplo, expandir sua cobertura de serviços a áreas de baixo desenvolvimento social e modernizar redes de telecomunicações", disse a Anatel em comunicado.

O valor de referência do TAC será a soma dos valores das multas aplicadas e estimadas nos processos em tramitação na Anatel. No caso de TAC preventivo, será o valor estimado dos compromissos assumidos pela empresa. O prazo máximo de vigência do TAC é de quatro anos.

A Anatel explica que, caso o compromissário descumpra o TAC, estará sujeito a multas e à proibição de celebração de novos acordos com a Anatel em prazo que pode chegar a oito anos, conforme a gravidade do descumprimento.

Os termos de compromisso já são utilizados pelo Ministério Público e órgãos e entidades dos poderes executivos federal, estaduais e municipais.

(Por Luciana Bruno; edição Juliana Schincariol)