Grandes custodiantes dos EUA procuram engenheiros de tecnologia

terça-feira, 10 de dezembro de 2013 15:03 BRST
 

BOSTON, 10 Dez (Reuters) - Os dois maiores custodiantes do mundo, BNY Mellon Corp e State Street Corp, estão contratando engenheiros para transformar montanhas de dados em pedaços de informação que possam ser usados para ganhar mais clientes e gerar receitas.

A mudança na estratégia de contratação ocorre enquanto o custo das capacidades computacionais, de armazenamento de dados e de banda larga cai, dando aos bancos norte-americanos mais oportunidades para capitalizar informações sobre seus clientes que incluem os maiores fundos de hedge e de pensão do mundo.

"No State Street este ano, contratamos mais engenheiros que MBAs", disse John Klinck, chefe de estratégia global da instituição financeira. "Temos um negócio com dados intensivos, com 26 trilhões de dólares em ativos circulando na empresa todos os dias. É por isso que o lado da engenharia é crítico, e é difícil de encontrar."

O State Street recusou-se a fornecer números sobre contratações. Mas o rival BNY Mellon disse que este ano contratou 30 engenheiros recém-formados, com planos de contratar mais 50 em 2014.

Os bancos não estão à procura de pessoas que podem construir estradas e pontes, mas formandos que tenham conhecimento nas últimas tecnologias de visualização de dados, por exemplo.

(Por Tim McLaughlin)