Ações da rede de cinemas AMC saltam 10% na estreia em NY

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013 15:27 BRST
 

18 Dez (Reuters) - As ações da AMC Entertainment Holdings, rede de salas de cinema controlada pelo bilionário chinês Wang Jianlin, subiram cerca de 10 por cento na estreia, avaliando a empresa em 1,88 bilhão de dólares no retorno à bolsa após 9 anos.

A AMC, segunda maior cadeia de cinemas dos Estados Unidos depois da Regal Entertainment Group, levantou cerca de 322 milhões de dólares precificando as ações do IPO a 18 dólares cada, na parte inferior da faixa indicativa de 18 a 20 dólares estabelecida pelos coordenadores da oferta.

A empresa é controlada pela chinesa Dalian Wanda Group, presidida por Wang, o homem mais rico do país, com um patrimônio líquido de 14 bilhões de dólares segundo a Forbes. A Wanda, que tem capital fechado, é dona de 80 por cento da AMC.

A oferta consolida o ano mais forte para IPOs nos EUA desde 2007, com um mercado dinâmico e o ressurgimento dos mercados de capitais na Europa e Ásia, que incentiva empresas de private equity a listar companhias por elas controladas.

Nos primeiros nove meses do ano somente, 160 IPOs foram concluídos nos EUA, ante 137 no resultado total de 2012, segundo a Ernst & Young.

A AMC, que também compete com a Cinemark Holdings e com a Carmike Cinemas, controla, opera ou mantém participação em 343 cinemas, com um total de 4.950 telas nos EUA, segundo dados de setembro.

(Por Avik Das)