China aprova piloto para abrir mercado de telecomunicações móveis

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013 09:29 BRST
 

XANGAI, 26 Dez (Reuters) - A China aprovou um plano piloto que permite que empresas privadas peguem uma carona com as três provedoras de telecomunicações dominantes do país para oferecer serviços móveis com a própria marca, abrindo o maior mercado de telefonia móvel do mundo a uma concorrência maior.

As autoridades autorizaram 11 "operadoras virtuais" privadas a revenderem serviços de telecomunicações móveis, disse o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação (MIIT, na sigla em inglês) em um comunicado em seu website nesta quinta-feira.

O plano piloto abre o mercado para que companhias privadas ofereçam descontos ou acordos mais atrativos, aumentando a concorrência em um mercado dominado pelas empresas estatais China Mobile, China Telecom e China Unicom Hong Kong.

"É um marco. Vai atrair investimento privado, e estimulará a concorrência e a inovação no setor de telecomunicações... dando a uma ampla gama de consumidores mais liberdade de escolha e serviço melhor", disse o ministério no comunicado.

Sob o plano, as empresas privadas poderão comprar serviços de comunicação móveis por atacado das provadoras que têm suas próprias redes móveis, fazer outros pacotes com estes serviços e vendê-los para usuários finais, disse a agência oficial de notícias Xinhua.

(Por Adam Jourdan)

 
Um homem utiliza um iPhone na frente de faixas da China Mobile em um de seus escritórios em Pequim. A China aprovou um plano piloto que permite que empresas privadas peguem uma carona com as três provedoras de telecomunicações dominantes do país para oferecer serviços móveis com a própria marca, abrindo o maior mercado de telefonia móvel do mundo a uma concorrência maior. 23/12/2013 REUTERS/Kim Kyung-Hoon