Espanha prende oito devido a roubos bancários cibernéticos globais

domingo, 29 de dezembro de 2013 17:09 BRST
 

MADRI, 29 Dez (Reuters) - A polícia espanhola disse neste domingo, que prendeu oito pessoas suspeitas de ajudar a roubar mais de 60 milhões de dólares de bancos em todo o mundo, invadindo empresas de processamento de cartões de crédito e sacando dinheiro de caixas eletrônicos.

As prisões são um dos maiores avanços fora dos EUA em relação a uma série de roubos a bancos no mundo todo, coordenados por células que sacaram milhões de dólares em poucas horas, em diversos países.

A polícia espanhola disse em um comunicado que deteve seis cidadãos romenos e dois marroquinos nos arredores de Madri, e apreendeu 25 mil euros (34.400 dólares) em dinheiro, assim como cerca de mil cartões de crédito em branco, material de TI e joias, depois vasculhar vários prédios.

O comunicado disse que a quadrilha de hackers internacionais era controlada por apenas uma pessoa, que tinha sido presa na Alemanha. A polícia não pode ser encontrada para esclarecer quando o suposto mentor foi preso.

Promotores alemães disseram em maio, que tinham detido dois cidadãos holandeses, suspeitos de fazerem parte de um roubo cibernético de 45 milhões de dólares, envolvendo dois bancos do Oriente Médio.

Promotores alemães disseram em maio que prenderam dois cidadãos holandeses suspeitos de tomarem parte em um ataque cibernético de 45 milhões de dólares envolvendo dois bancos do Oriente Médio.

Promotores em Dusseldorf não puderam ser imediatamente encontrados para comentar o assunto, neste domingo. O comunicado da polícia espanhola dizia que ela agiu com a ajuda de uma agência de segurança norte-americana, cujo nome não foi revelado.

(Por Sarah White)