January 6, 2014 / 9:33 AM / 4 years ago

Telefónica nega oferta conjunta por TIM Brasil

2 Min, DE LEITURA

Torre de antenas da Telecom Italia, em Roma. A espanhola Telefónica negou nesta segunda-feira que esteja envolvida na preparação de uma oferta conjunta pela TIM Brasil, a operadora móvel brasileira da Telecom Italia. 20/12/2013.Alessandro Bianchi

MADRI/MILÃO, 6 Jan (Reuters) - A espanhola Telefónica negou nesta segunda-feira que esteja envolvida na preparação de uma oferta conjunta pela TIM Brasil, a operadora móvel brasileira da Telecom Italia.

As ações da Telecom Italia subiram na sexta-feira após uma reportagem da imprensa italiana dizendo que a Telefónica buscava criar um veículo com rivais do mercado brasileiro --a América Móvil e a Oi-- para assumir a TIM Brasil.

"A Telefónica gostaria de esclarecer que não faz parte de qualquer tipo de veículo e não tem detalhes de qualquer tipo de transação potencial para divulgar ao público para a avaliação de mercado", disse a empresa de telecomunicações espanhola, em um comunicado ao regulador do mercado de ações da Espanha.

A Telefónica acrescentou que não teve qualquer contato específico com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sobre tal acordo.

A Telefónica detém 15 por cento da Telecom Italia através do veículo de investimento Telco e no ano passado garantiu uma opção de assumir progressivamente as participações de seus parceiros na Telco, um grupo de instituições financeiras italianas.

O movimento para assumir a Telco preocupa as autoridades brasileiras, pois a empresa também já controla a operadora de rede móvel local Vivo.

O Cade determinou no início de dezembro que a Telefónica deve deixar sua participação direta e indireta na TIM Brasil ou reduzir sua participação na Vivo -- um negócio que a Telefónica considera como estratégico, disseram pessoas familiarizadas com os planos do grupo espanhol à Reuters no mês passado.

Essas fontes também disseram que a Telefónica tinha como objetivo acabar com a TIM Brasil e dividir seus ativos e redes entre si e as duas outras operadoras de telefonia móvel brasileiras.

A Telefónica disse novamente na segunda-feira que considera a possibilidade de tomar medidas legais contra o Cade sobre o que descreveu como soluções "não razoáveis" propostas.

Reportagem de Sarah White e Valentina Za

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below