Intel desiste de inaugurar fábrica de chips anunciada por Obama

terça-feira, 14 de janeiro de 2014 19:27 BRST
 

SAN FRANCISCO, 14 Jan (Reuters) - A Intel, atingida por uma queda das vendas de computadores pessoais, adiou a inauguração de uma grande fábrica de chips que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, uma vez considerou como exemplo do potencial da indústria do país.

A fábrica "Fab 42" construída em Chandler, no Arizona, originalmente concebida como um projeto de 5 bilhões de dólares que no fim de 2013 começaria a produzir os chips mais avançados da Intel, permanecerá fechada enquanto outras unidades no mesmo local são melhoradas, disse o porta-voz da Intel, Chuck Mulloy.

A decisão da Intel de não inaugurar a fábrica de chips foi primeiramente noticiada pelo jornal Arizona Republic nesta terça-feira.

"A nova construção ficará vazia por enquanto e será utilizada para futuras tecnologias", disse Mulloy à Reuters.

Apesar de não inaugurar a nova fábrica, a Intel excedeu sua meta de contratar mais de 1 mil funcionários desde que a construção foi iniciada, em 2011, disse Mulloy. A Intel recebeu benefícios fiscais para as contratações.

Em sua campanha para reeleição em 2012, Obama fez uma parada no local de construção da fábrica, onde defendeu incentivos estatais para atrair de volta aos Estados Unidos unidades perdidas para a Ásia nos últimos anos.

(Por Noel Randewich)