Qualcomm encara possibilidade de multas antitruste recordes na China

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014 11:08 BRST
 

PEQUIM, 29 Jan (Reuters) - A Qualcomm, a maior fabricante do mundo de chips para celulares, pode receber uma multa recorde, que ultrapassa 1 bilhão de dólares, por uma investigação antitruste na China, levantando o espectro de duras penalidades para empresas estrangeiras face a um regulador cada vez mais agressivo.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China iniciou uma investigação contra a Qualcomm no ano passado e hoje está em discussões com a companhia norte-americana, que disse este mês ainda não saber a base para a investigação.

A investigação e a potencial multa, cujo valor pode depender de negociações, surgem conforme a comissão foca sobre fornecedores do setor de tecnologia de informação, especialmente empresas que licenciam tecnologia de patentes para dispositivos móveis e redes.

Especialistas do setor dizem que a comissão, o principal órgão de planejamento econômico do governo chinês, está tentando reduzir os custos domésticos conforme a China implementa suas redes móveis mais rápidas 4G este ano.

Sob a lei antimonopólio, a comissão pode impor multas entre 1 a 10 por cento da receita do ano fiscal anterior de uma companhia. A Qualcomm teve ganhos de 12,3 bilhões de dólares na china para seu ano fiscal encerrado em 29 de setembro, ou quase a metade de suas vendas globais.

Advogados disseram que a multa provavelmente será extremamente alta se a Qualcomm não conseguir fazer concessões em suas discussões com a comissão.

(Por Michael Martina, Matthew Miller, Paul Carsten e Miyoung Kim)