Chinesa Lenovo compra unidade de celulares da Motorola do Google por US$2,91 bi

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014 21:44 BRST
 

Por Nadia Damouni e Nicola Leske e Gerry Shih

NOVA YORK/SAN FRANCISCO, 29 Jan (Reuters) - A chinesa Lenovo anunciou nesta quarta-feira a aquisição da unidade de dispositivos móveis da Motorola Mobility, do Google, por aproximadamente 2,91 bilhões de dólares, e que abre caminho para a Lenovo no mercado altamente competitivo de aparelhos os Estados Unidos dominado pela Apple.

É o segundo maior negócio da Lenovo em solo norte-americano em uma semana. Na semana passada, a Lenovo disse que iria comprar os negócios de servidores low-end da IBM por 2,3 bilhões de dólares.

A venda da Motorola Mobility para a Lenovo marca o fim da curta passagem do Google pelo negócio de fabricação de dispositivos móveis.

O gigante da Internet comprou a Motorola Mobility em 2012 por 12,5 bilhões de dólares. Sob este acordo, a gigante de buscas vai manter a maioria das patentes móveis da Motorola, considerado seus ativos-prêmio.

A compra dará aval à Lenovo para competir com a Apple e a Samsung Electronics, bem como fabricantes de smartphones chineses cada vez mais agressivos na arena altamente lucrativa dos Estados Unidos.

No acordo para a divisão de celulares da Motorola, a Lenovo vai pagar 660 milhões de dólares em dinheiro, 750 milhões de dólares em ações ordinárias da Lenovo, e outros 1,5 bilhão de dólares em forma de uma nota promissória de três anos, disseram a Lenovo e o Google em um comunicado conjunto.