Time Warner amplia investimentos enquanto recusa oferta da Charter

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014 18:55 BRST
 

30 Jan (Reuters) - A Time Warner Cable, tentando se defender de uma oferta de aquisição de controle, publicou resultados trimestrais melhores que o esperado nesta quinta-feira, e disse que pretende ampliar as vendas da companhia enquanto também investirá mais em tecnologia nos próximos três anos.

"Estamos administrando esta companhia para o longo prazo", disse o presidente-executivo Rob Marcus, em sua primeira teleconferência desde assumiu o cargo, em 1 de janeiro.

Quando questionado sobre a oferta rejeitada feita pela Charter em janeiro, de 132,50 dólares por ação, Marcus reiterou que a Time Warner Cable só está interessada em ofertas acima de 160 dólares por ação, e que estaria interessada em um acordo que gerasse mais valor ao acionista do que a companhia pode criar sozinha.

A Time Warner Cable disse que aumentará seu orçamento de capital de 3,7 bilhões para 3,8 bilhões de dólares nos próximos três anos, o que permitirá que a empresa melhore seus sistemas de cabo, invista em infraestrutura e substitua equipamentos antigos.

No quarto trimestre, a empresa norte-americana de TV a cabo adicionou 39 mil assinantes líquidos residenciais de Internet, uma retomada frente ao terceiro trimestre, quando perdeu 24 mil assinantes.

O lucro líquido atribuído à Time Warner Cable subiu 5 por cento, para 540 milhões de dólares, ou 1,89 dólar por ação, no quarto trimestre, de 513 milhões de dólares, ou 1,68 dólar, um ano antes.

A receita subiu cerca de 2 por cento, para 5,58 bilhões de dólares.

A média dos analistas esperava lucro de 1,73 dólar por ação e receitas de 5,56 bilhões de dólares, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

(Por Liana B. Baker)