Rede social islandesa mira usuários preocupados com vigilância e propagandas

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014 18:28 BRST
 

OSLO, 3 Fev (Reuters) - A nova plataforma de mídia social Vivaldi pretende capturar usuários que querem evitar anúncios agressivos e a espionagem de governos, disse à Reuters seu fundador, Jon von Tetzchner.

Com sede da Islândia, um país conhecido por seu comprometimento com a privacidade e liberdade de expressão, a Vivaldi está atraindo usuários com dados criptografados e a promessa de não utilizar o conteúdo de mensagens privadas para gerar publicidade.

"Nosso foco inicial são os 'nerds' de computador, porque eles normalmente têm mais demandas por funcionalidade, segurança e privacidade", disse von Tetzchner, fundador do navegador de Internet Opera Software. "Mas muitas pessoas comuns também se preocupam com essas coisas e nós daremos boas-vindas a todos".

A recém-criada Vivaldi.net atualmente oferece serviço de email, de compartilhamento de fotos, bate-papo, uma plafatorma de blogs e fóruns de discussões.

"Houve muito foco à segurança ultimamente, e está principalmente ligado a governos. Mas acredito que também seja uma questão para as empresas", disse von Tetzchner.

(Por Joachim Dagenborg)