Governo apoia Bouygues em oferta à SFR enquanto Conselho da Vivendi se reúne

sexta-feira, 14 de março de 2014 07:40 BRT
 

PARIS, 14 Mar (Reuters) - O ministro da Indústria da França fez considerações sobre a batalha pela empresa de telecomunicações SFR nesta sexta-feira, dia em que o Conselho da controladora Vivendi deve escolher uma oferta vencedora, apontando "problemas" com a proposta do grupo de transmissão a cabo Numericable.

O ministro Arnaud Montebourg disse acreditar que a Vivendi "preferia" a proposta da Numericable à do conglomerado Bouygues, mas disse ver "uma série de problemas" com esse desfecho.

Ele disse que o governo, com seu desejo de proteger postos de trabalho, era a favor da redução do número de concorrentes no mercado para três, algo que o acordo com a Bouygues iria fazer, mas o com a Numericable não.

Ele também disse que havia um "problema fiscal" com a Numericable, além de um problema de concorrência. "A Numericable tem o monopólio em transmissão a cabo na França", disse a uma rádio francesa.

A Vivendi disse: "O Conselho se reunirá hoje e vai decidir."

A Bouygues, que é atualmente a terceira empresa em telefonia móvel na França, quer comprar a SFR para fortalecer seu negócio de telecomunicações que tem sido atingido pelos serviços da rival Free Mobile.

Para a Numericable, empresa que atua principalmente em banda larga e televisão, uma aliança com a SFR iria permitir que ela se torne uma forte concorrente em telefonia móvel e ter uma grande rede de lojas.

(Por Leila Abboud)