Sony conta com selfies e chamadas de vídeo para ter crescimento em sensores

terça-feira, 25 de março de 2014 10:32 BRT
 

TÓQUIO, 25 Mar (Reuters) - A Sony está contando com uma expansão dos smartphones e com o apetite voraz do mercado por megapixels -- vitais para chamadas de vídeo e para selfies com melhor qualidade -- para sustentar o crescimento de dois dígitos na receita de seu negócio de sensores de imagem.

A tecnologia de imagens, tanto de câmeras quanto de sensores, é um dos três pilares sobre o qual a companhia está se apoiando para interromper a hemorragia em sua principal divisão de eletrônicos, também contando com os smartphones Xperia e com os consoles PlayStation.

A Sony espera que as vendas de seus chips de sensores de imagem subam 16 por cento no ano fiscal que se encerra neste mês, a 360 bilhões de ienes (3,52 bilhões de dólares).

A Sony domina o segmento de sensores de imagem. Seus chips de ponta são o "filme" das câmeras principais tanto do iPhone 5S, da Apple, quanto do Galaxy 4, da Samsung, segundo uma análise aprofundada dos produtos.

A companhia tem feito poucos negócios vendendo sensores de menor qualidade, que são normalmente usados nas câmeras frontais, disse Yutaka Okamoto, presidente da divisão de dispositivos da Sony.

Agora, no entanto, alguns fabricantes de smartphones estão melhorando suas câmeras frontais para usuários que querem autorretratos mais nítidos, e isso abriu todo um mercado novo para a Sony, segundo Okamoto.

A Sony está buscando expandir sua capacidade de produção de sensores no próximo ano com uma fábrica no norte do Japão que a empresa concordou em comprar da combalida fabricante de chips Renesas Electronics por um investimento total de 35 bilhões de ienes (342 milhões de dólares), incluindo novos equipamentos.

(Por Reiji Murai e Sophie Knight)