Tribunal turco decide manter Twitter no ar

quarta-feira, 26 de março de 2014 11:33 BRT
 

ANCARA, 26 Mar (Reuters) - Um tribunal turco confirmou na quarta-feira um recurso que impede as autoridades de tirarem o Twitter do ar no país, disse a imprensa local, embora não esteja claro se a restrição - que provocou indignação entre os turcos - será imediatamente revogada.

A autoridade turca de telecomunicações, conhecida pela sigla TIB, bloqueou o acesso ao Twitter na sexta-feira, num momento em que o primeiro-ministro Tayyip Erdogan enfrenta um escândalo de corrupção que motiva um grande número de postagens anônimas pela rede social nas últimas semanas, supostamente provando irregularidades do governo.

A proibição, criticada dentro e fora do país, também coincide com a reta final de uma campanha eleitoral importante.

A ordem dos advogados da Turquia descreveu a proibição como "arbitrária" e recorreu à corte administrativa de Ancara. A tentativa anterior da entidade, em um tribunal de instância inferior, em Istambul, fracassou depois que a corte determinou que não havia base jurídica para reverter a medida.

Horas antes da proibição, na sexta-feira, Erdogan havia dito em um compromisso de campanha que iria se livrar do Twitter a todo custo. Na noite de terça-feira, o premiê declarou que o site "estava ameaçando a segurança nacional" e se recusava a cooperar com as autoridades turcas.

(Reportagem de Humeyra Pamuk)

 
Manifestantes, membros de uma união de jovens turcos, gritam lemas antigoverno durante um protesto contra o banimento do Twitter, em Ancara. Um tribunal turco confirmou na quarta-feira um recurso que impede as autoridades de tirarem o Twitter do ar no país, disse a imprensa local, embora não esteja claro se a restrição - que provocou indignação entre os turcos - será imediatamente revogada. 21/03/2014 REUTERS/Stringer