Regulador alemão exige redução de espectro para fusão entre Telefónica e E-Plus

terça-feira, 1 de abril de 2014 16:13 BRT
 

FRANKFURT, 1 Abr (Reuters) - O regulador do setor de telecomunicações da Alemanha quer que a Telefonica Deutschland e a E-Plus, da KPN, abram mão de espectro para garantir a competição caso a aquisição da E-Plus pela Telefónica por 8,6 bilhões de euros (11,9 bilhões de dólares) seja aprovada pela Comissão Europeia.

O regulador alemão disse em documento publicado nesta terça-feira que uma combinação da terceira e da quarta maiores operadoras da Alemanha causaria uma grande concentração de capacidade nas bandas de 900 MHz e 1,8 mil MHz, atualmente licenciadas para ligações de voz mas também cotadas para uso em serviços de banda larga 4G.

A Comissão Europeia ainda está analisando o acordo pela E-Plus e deverá divulgar uma decisão final em 14 de maio, após preocupações com a competição no maior mercado de celular da União Europeia, caso o número de competidores caia de quatro para três.

(Por Harro Ten Wolde)