Presidente da Mozilla deixa o cargo após controvérsia sobre casamento gay

quinta-feira, 3 de abril de 2014 19:51 BRT
 

SAN FRANCISCO, 3 Abr (Reuters) - O presidente-executivo da companhia de software Mozilla, Brendan Eich, renunciou ao cargo em meio a uma controvérsia em relação à sua visão sobre o casamento gay, informou a companhia em seu blog nesta quinta-feira.

A companhia, mais conhecida pelo seu navegador Firefox, ficou sob ataque após nomear Eich como presidente-executivo no mês passado. Em 2008, ele deu dinheiro para a oposição à legalização do casamento gay na Califórnia, um assunto quente, especialmente em uma empresa orgulha-se de possuir uma política de inclusão e diversidade.

Enquanto ativistas gays aplaudiram a medida, muitos na comunidade de tecnologia lamentaram a saída de Eich, que inventou a linguagem de programação Javascript e foi um dos fundadores da Mozilla.

(Por Sarah McBride)