Renovação no Conselho da Tel Italia dará mais tempo para solução no Brasil

quinta-feira, 10 de abril de 2014 10:15 BRT
 

Por Stefano Rebaudo e Danilo Masoni

MILÃO (Reuters) - Uma reformulação no Conselho de Administração da Telecom Italia deve permitir que o presidente-executivo da companhia, Marco Patuano, foque na renovação de operações domésticas do grupo e dará à espanhola Telefónica mais tempo para negociar uma possível oferta conjunta com outras operadoras brasileiras envolvendo a TIM.

As afirmações foram feitas por fontes próximas da situação, tendo em vista a assembleia da Telecom Italia marcada para 16 de abril.

A Telecom Italia precisa investir pesado para atualizar sua rede na Itália e capturar uma demanda crescente por banda larga ao mesmo tempo em que busca reduzir dívida líquida de quase três vezes o lucro e enfrenta rivais como a Vodafone, que tem muito dinheiro em caixa.

Patuano possui cerca de 2 bilhões de euros em vendas de ativos planejadas da Telecom Italia que podem sustentar seus planos de investimento.

Apesar da reforma no Conselho, ele enfrentará desafios em representar os interesses de todos os acionistas quando lidar com a unidade brasileira da Telecom Italia, a TIM, que compete diretamente com a Telefónica.

Patuano já afirmou anteriormente que a TIM Brasil, que tem um valor de mercado de mais de 12 bilhões de dólares, não está no bloco de ativos à venda. Mas ele consideraria uma venda caso recebesse uma oferta "jumbo".

Uma fonte familiarizada com o assunto disse que Patuano vai comprar tempo sobre as operações no Brasil, permitindo assim que a Telefónica avance com sua estratégia de tentar se unir com ao grupo Oi e à mexicana América Móvil para fazer uma possível oferta conjunta pela TIM Brasil mais para o fim do ano.

Os novos proprietários da TIM Brasil iriam então dividir a operadora, reduzindo preocupações sobre concorrência junto a autoridades brasileiras.   Continuação...