Turbulência na Symantec atrai ativistas e compradores, dizem fontes

terça-feira, 15 de abril de 2014 15:46 BRT
 

Por Nadia Damouni e Nicola Leske

NOVA YORK (Reuters) - A demissão abrupta do presidente-executivo da Symantec, Steve Bennett, no mês passado, está atraindo investidores ativistas e empresas de private equity para a produtora norte-americana de softwares de segurança. O movimento pode levar a um desmembramento ou venda da companhia, disseram fontes familiares com a situação.

Investidores ativistas, incluindo ValueAct Capital, estão examinando as perspectivas da companhia e podem decidir assumir fatias para agitar a mudança, disseram as fontes. A ValueAct se recusou a comentar.

Ao mesmo tempo, um número de empresas de private equity, incluindo Bain Capital, Blackstone e Carlyle Group, começaram avaliar a possibilidade de uma compra alavancada de partes ou de toda a Symantec, disseram as fontes. A Bain não respondeu aos pedidos de comentários, enquanto o resto das empresas de private equity se recusaram a comentar.

A Symantec, mais conhecida pelo antivírus Norton, é avaliada em cerca de 14 bilhões de dólares, com base no atual preço das ações. A empresa não comentou o assunto.

Antes da companhia iniciar um diálogo com potenciais compradores, a direção e o conselho de administração da Symantec estão tentando desenvolver um plano de negócios e encontrar um presidente-executivo.

A empresa contratou o especialista Russell Reynolds para buscar um novo presidente, disseram as fontes. Reynolds também não comentou o assunto.