Empresas de Internet são as grandes vencedoras de conferência NETMundial

quinta-feira, 24 de abril de 2014 20:56 BRT
 

Por Esteban Israel

SÃO PAULO, 24 Abr (Reuters) - Depois de entrar na reunião com cautela, o setor da Internet emergiu nesta quinta-feira como o grande ganhador de uma conferência mundial organizada pelo Brasil para repensar a Web depois do escândalo de espionagem nos Estados Unidos.

Convocada pela presidente Dilma Rousseff depois que reportagens sobre a ampla espionagem da Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos minaram a confiança na Internet, a NETMundial concluiu que a Web tem de continuar sendo um espaço autorregulado, onde governos, empresas e usuários tenham todos a mesma voz.

E isso é exatamente o que pesos-pesados da Internet, como Google e Facebook, consideram essencial para promover a inovação, expandir as fronteiras da rede e fazer crescer ainda mais o seu negócio.

"Nosso foco é nos assegurar que a rede continue livre e aberta", disse LeJeunesse, diretor global de relações internacionais do Google.

"A reunião foi em geral muito boa porque reconheceu o poder da aproximação multissetorial e falou de direitos humanos e inovação", disse ele à Reuters em uma entrevista durante a conferência.

As empresas de Internet temiam que os governos usassem a conferência para pressionar por maior regulamentação e interferência, o que poderia inibir os investimentos e acabaria afetando os usuários.

"Havia muita ansiedade da parte de todos os grupos na antessala desta reunião", disse David Gross, um advogado que representa uma coalizão de empresas, como Amazon, Microsoft Corp e Telefónica SA.

"Não quero dar a impressão de que tudo é perfeito", disse, "mas o esboço do documento foi surpreendentemente bom em todos os setores".   Continuação...