CEO da Huawei diz que relatos de espionagem dos EUA não causaram surpresa

sexta-feira, 2 de maio de 2014 12:11 BRT
 

LONDRES, 2 Mai (Reuters) - O fundador da empresa chinesa Huawei Technologies disse que as notícias de que a Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA) estava espionando sua empresa não causavam nenhuma surpresa e não iriam prejudicar a reputação da companhia entre seus clientes.

Os jornais The New York Times e Der Spiegel informaram em março que documentos vazados pelo ex-terceirizado da NSA Edward Snowden indicavam que a agência dos EUA havia acessado servidores da companhia em Shenzhen para obter dados confidenciais e monitorar as comunicações dos executivos.

"Este comportamento de monitoramento dos Estados Unidos está dentro das expectativas", disse o fundador e presidente-executivo da Huawei, Ren Zhengfei, em um raro encontro com a imprensa em Londres nesta sexta-feira.

Mas ele disse que as notícias não iriam prejudicar a reputação da empresa com seus principais clientes de telecomunicações na Europa e na Ásia em termos de segurança de produtos.

As matérias sobre a vigilância vieram como um embaraço para os Estados Unidos porque os legisladores do país muitas vezes expressaram preocupações de segurança sobre as redes da Huawei, efetivamente deixando a empresa chinesa de fora do mercado de equipamentos de telecomunicações dos EUA.

(Por Paul Sandle e Jane Barrett;)