Ações do Twitter caem para novas mínimas com fim do período de restrição

terça-feira, 6 de maio de 2014 17:49 BRT
 

6 Mai (Reuters) - As ações do Twitter caíram 15 por cento para novas mínimas em um turbilhão de negociações nesta terça-feira, após expirado o período de restrição de negociações de seis meses que permitiu aos investidores vender suas ações pela primeira vez.

As ações do Twitter derraparam ao longo de terça-feira e atingiram 33 dólares na Bolsa de Nova York, uma nova mínima desde sua estreia em 7 de novembro, a 37 dólares. Em uma base consolidada, 95 milhões de ações mudaram de mãos até o início da tarde - seis vezes o volume médio diário.

O período de restrição de negociações que expirou esta semana, chamado "lock-up", foi aplicado a cerca de 470 milhões de ações, ou 82 por cento do capital do Twitter.

"O movimento é maior do que o esperado e é indicativo do sentimento negativo dos investidores em direção ao Twitter agora", disse o analista da Atlantic Equities James Cordwell à Reuters.

A reação de terça-feira e o fim do lock-up do Twitter estava em nítido contraste com o do Facebook, no final de 2012. As ações do Facebook saltaram 13 por cento em 14 de novembro daquele ano, quando o seu lock-up de cerca de 800 milhões de ações desencadeou uma onda imediata de vendas.

As ações do Twitter têm sido negociado em mínimos históricas desde 29 de abril, quando a empresa divulgou fraqueza nas métricas de uso.

A preocupação com o crescimento de usuários e níveis de engajamento dizimaram cerca de metade do valor de mercado do Twitter, mais de 18 bilhões de dólares, desde o final de dezembro, mesmo com a empresa atingindo as metas de receita nos dois trimestres desde que abriu seu capital.

(Por Gerry Shih e Supantha Mukherjee)