Vivo quer elevar receita com roaming em mais de 35% durante a Copa

quarta-feira, 7 de maio de 2014 17:02 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Telefônica Vivo oferecerá a partir da semana que vem roaming de 4G para turistas de seis países em viagem ao Brasil, iniciativa com a qual pretende ampliar em mais de 35 por cento suas receitas com o serviço, disse à Reuters o diretor de interconexão e roaming da operadora, Gustavo Nóbrega.

A empresa passará a oferecer serviço de roaming de Internet de quarta geração para turistas de Estados Unidos, França, Rússia, Chile, Japão e Coreia do Sul. Até o final deste mês, o serviço também estará disponível a usuários de mais sete países - Espanha, Reino Unido, Bélgica, Suíça, China, Canadá e Colômbia.

De acordo com Nóbrega, a Vivo é a primeira operadora do Brasil a lançar roaming 4G para estrangeiros em visita ao país. "Temos feito convite a todas as operadoras que participam da Copa e têm 4G lançados em seus países", disse o executivo.

A projeção é que as receitas com roaming -- que incluem SMS, dados e voz -- subam mais de 35 por cento em junho na comparação com junho de 2013, quando foi realizada a Copa das Confederações. No ano passado, o aumento da receita de roaming no mês do campeonato foi de 35 por cento. A Vivo não detalha o tamanho da receita com o serviço.

Para utilização do roaming, o aparelho deve ser compatível com a frequência da rede 4G utilizada no Brasil, a de 2,5 GHz. De acordo com Nóbrega, essa frequência é mais difundida na Europa, mas atualmente a maior parte dos aparelhos são multibanda.

Com maior participação de mercado na tecnologia (41,3 por cento), de acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a Vivo oferece 4G em 86 cidades brasileiras, incluídas as doze sedes da Copa do Mundo.

(Por Luciana Bruno)