August 2, 2008 / 8:44 PM / 9 years ago

Sem convite, Mark Spitz reclama e pode assistir Phelps pela TV

4 Min, DE LEITURA

Por Dean Goodman

LOS ANGELES (Reuters) - O ex-nadador Mark Spitz reclamou dos dirigentes olímpicos por não ter recebido um convite para assistir à Olimpíada de Pequim in loco e poder ver Michael Phelps tentar quebrar seu recorde na piscina localizada no magnífico Cubo D'Água.

O norte-americano espera que seu recorde, que já dura 36 anos, de sete medalhas de ouro conquistadas numa só Olimpíada seja quebrado por seu compatriota Phelps, e gostaria de testemunhar este momento histórico.

Mas Spitz não tem muitas expectativas em ser convidado pelos organizadores dos Jogos.

"A menos que eu receba um convite, do contrário estarei assistindo pela TV", afirmou Spitz, de 58 anos, numa entrevista recente à Reuters. "Não acredito que isso vá acontecer. Seria bom se acontecesse. Parecia a coisa certa a se fazer."

Phelps está em busca de oito medalhas de ouro em Pequim -- que irão se somar as seis que ele já conquistou nos Jogos de Atenas, em 2004.

Spitz, que estará em Hong Kong a negócios quando a Olimpíada começar em 8 de agosto, declarou que "não tinha nenhum ressentimento" por não ter sido convidado para ir a Pequim.

"Mas acho que passar o bastão seria uma idéia fenomenal", disse.

Um porta-voz do Comitê Olímpico Internacional (COI), em Lausanne, afirmou que Spitz não fora formalmente convidado, mas "suspeito que ele estará lá como sempre esteve".

Spitz declarou que os organizadores da Olimpíada têm pouco senso histórico, ao contrário da Liga Americana de Baseball. Ele se lembrou de que quando Mark McGwire quebrou o recorde de 37 anos de Roger Maris de número de home runs numa mesma temporada, em 1998, os dirigentes fizeram questão que a família de Maris participasse das comemorações.

AÇÕES, POLÍTICAS

Sentado próximo à piscina em um hotel de Los Angeles perto de sua casa, ele tem olhos para várias questões -- incluindo os programas esportivos universitários, como a venda de ações pode ser a chave para o sucesso financeiro, e como, sendo afiliado ao Partido Republicano, ele está aprendendo com o candidato democrata Barack Obama.

Spitz ainda nada. Ele treina antes do amanhecer três vezes por semana, nadando cerca de 3.500 metros por sessão.

Ele tem vários projetos em andamento com o ex-jogador da NBA Rick Barry. Casado e com dois filhos, Spitz viaja o mundo apresentando cerca de 25 palestras por ano e acabou de escrever uma biografia, "The Extraordinary Life of An Olympic Champion" (A extraordinária vida de um campeão olímpico).

No entanto, não importa aonde ele vá, as pessoas só querem falar de Phelps, o que não é problema para ele.

"Parece que sou grudado nele pelo quadril. Então, qualquer movimento que ele faça, esquerda ou direita, as pessoas vêm e me perguntam, 'ele está fazendo o certo?"'

"Não é fácil para Phelps fazer o que ele precisa fazer, mas ele tem capacidade para isso, basta olhar para a linha do recorde. Se você quiser avaliar as possibilidades, eu não apostaria contra esse garoto."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below