Chile e Peru é partida de "alto risco", diz governo chileno

domingo, 14 de outubro de 2007 17:35 BRST
 

SANTIAGO (Reuters) - A partida na qual o Chile receberá o Peru na quarta-feira, válida pela segunda rodada da eliminatória sul-americana, foi declarada de alto risco pela Intendência de Santiago (órgão municipal), que divulgou neste domingo um forte esquema de segurança para o duelo.

A direção do futebol chileno realizou uma reunião neste domingo com os Carabineros (força policial) e a Intendência Metropolitana para acertar os últimos detalhes da organização do chamado "Clássico do Pacífico".

Membros da Intendência destacaram o isolamento da torcida peruana para evitar possíveis enfrentamentos com torcedores locais.

"Foram colocados colchões especiais onde vai estar a torcida do Peru, para que eles possam assistir tranquilamente a partida", disse a Reuters Leonardo Aracena, Chefe da Ordem Pública da Intendência.

"Sabemos que aqui não estamos criando nenhum tipo de guerra entre países nem um conceito de chileno ou antichileno, ou chileno antiperuano, somente tomamos as medidas cabíveis para que o espetáculo transcorra da maneira mais normal possível", acrescentou Aracena.

Chile e Peru disputarão uma eliminatória para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul no Estádio Nacional de Santiago, em um encontro arbitrado pelo colombiano Oscar Ruiz.

Para a partida serão mobilizados mais de 600 Carabineros e outros 500 efetivos de segurança privada.

O Chile chega para a disputa depois de sofrer uma derrota de 2 x 0 em sua estréia contra a Argentina em Buenos Aires no sábado, enquanto no mesmo dia o Peru só empatou em 0 x 0 em Lima diante do Paraguai.

Segundo membros da direção do futebol chileno, os torcedores adquiriram cerca de 95 por cento da totalidade dos ingressos para a partida, dos quais só 1.000 foram comprados por peruanos.