18 de Novembro de 2007 / às 18:06 / 10 anos atrás

Itália se orgulha da classificação para a Euro 2008

Por Mark Meadows

MILÃO (Reuters) - A Itália lembrou um pouco da atuação que exibiu na última Copa do Mundo na batalha contra a Escócia debaixo de chuva no sábado.

A cabeçada tardia de Christian Panucci garantiu a vitória de 2 x 1 que enviou a Itália e a França para a Euro 2008 depois de uma campanha complicada.

“Era um objetivo muito importante. Não podíamos falhar. Jogamos como campeões mundiais, que é o que somos”, disse o capitão Fabio Cannavaro aos repórteres.

O técnico da Itália, Roberto Donadoni, passou a sofrer pressões por causa de muitas atuações de seu time, especialmente o empate de 1 x 1 com a Lituânia em casa e a derrota de 3 x 1 para a França em setembro do ano passado, que traziam todas as marcas de uma ressaca da Copa de 2006.

Uma vitória nada convincente de 2 x 1 sobre as Ilhas Faroe em junho e uma derrota de 3 x 1para a Hungria em um amistoso em agosto também foram criticados pela mídia.

Donadoni, ex-meio-campista do Milan com uma limitada experiência como técnico do Livorno, lutou para sair da sombra de Marcello Lippi e muitas vezes trabalhou mal com o time.

Sua decisão de cortar Alessandro del Piero, de 33 anos, e Filippo Inzaghi, de 34, depois do empate sem gols de setembro com a França causou espanto, mas no final das contas compensou, e os dois famosos atacantes podem nunca mais atuar pela esquadra Azzurri.

Donadoni depositou sua fé no centro-avante Antonio Di Natale, jogador de 30 anos que pouco havia impressionado na Udinese, mas que fez a diferença com suas corridas enganosas e sua habilidade natural para jogar no lado esquerdo, ao contrário do lento Del Piero.

O defensor Andrea Barzagli foi visto por muitos como um peso-leve que penaria para substituir o contundido Marco Materazzi.

Entretanto, a fé de Donadoni no jogador do Palermo foi recompensada por uma série de atuações extraordinárias, incluindo a de sábado, na qual ele eclipsou o companheiro de defesa Cannavaro.

Para o combativo meio-campista Gennaro Gattuso, o único ponto negativo foi ter auxiliado a rival França a se classificar também.

O técnico da França, Raymond Domenech, foi proibido de atuar em uma partida por acusar a Itália de subornar um árbitro em uma partida eliminatória sub-21 para as Olimpíadas de 2000. Ele previu um empate no sábado e disse que a Itália havia “provado que estou errado uma vez”.

Gattuso disse aos repórteres: “Estou orgulhoso de ter chegado à classificação com esta seleção. Mas me aborrece saber que também ajudamos a França a se classificar”.

“Domenech sempre tem que dizer alguma coisa, na verdade ele não merece seguir adiante. Agora espero jogar contra eles na Euro e lhes dar uma lição.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below