24 de Agosto de 2008 / às 15:09 / 9 anos atrás

Phelps diz que Londres será sua última Olimpíada

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - Michael Phelps deu uma notícia reconfortante neste domingo para seus rivais derrotados nos Jogos de Pequim, ao declarar que a Olimpíada Londres, em 2012, será sua última.

“Eu disse a mim mesmo que jamais competiria com mais de 30 anos”, disse o nadador norte-americano, de 23 anos, em uma entrevista coletiva concedida após ele deixar Pequim, onde conseguiu o recorde de oito medalhas de ouro na piscina do Cubo d’Água.

“Eu não tenho certeza se nadarei por mais alguns anos depois da Olimpíada (de Londres). Eu não sei porque escolhi essa idade de 30 anos, mas eu disse ao (técnico) Bob Bowman que eu não nadarei depois dos 30, então nem adianta ficarem especulando”, afirmou.

“Ele disse: ‘isto é bom, porque eu não quero te treinar depois que você passar dos 30’.”, acrescentou Phelps.

Phelps superou o recorde de seu compatriota Mark Spitz, estabelecido em 1972, de sete ouros em apenas uma edição dos Jogos, ao vencer em Pequim provas no nado livre, borboleta, medley individual e revezamentos.

O nadador de Baltimore disse que quer competir em outras provas, com a prioridade para os 100m livre, e também as provas individuais do nado de costas.

No entanto, ele assegurou que o japonês Kosuke Kitajima, bicampeão olímpico no nado peito, pode ficar tranquilo, porque não pretende entrar nesta área da natação na busca por novos desafios.

“Para mim, nada de peito, nada de provas de fundo ou em águas abertas, então esses caras continuarão sendo meus amigos”, disse ele.

“Eu não tenho idéia do que eu vou fazer nos próximos quatro anos, mas estou ansioso para tentar novas provas e nadar em algumas competições que ainda não tive chance de comparecer”, disse o norte-americano.

“Se isso der certo, então ótimo. Se não, posso voltar a fazer o que vinha fazendo.”

Com o recorde de 14 medalhas de ouro olímpicas, Phelps terá que se acostumar a um novo nível de notoriedade e fortuna, mas não vê escolha entre fama e sucesso nos anos vindouros.

“Eu estou me divertindo e acho que isso é o que importa”, disse ele. “Você pode fazer qualquer coisa. Eu acho que uma das grandes coisas que eu aprendi nos últimos quatro anos é que qualquer coisa é possível se você acredita.”

“Qualquer coisa que você sonha, você pode realizar. Para mim, o céu é o limite. Eu tenho alguns sonhos doidos na minha cabeça, e esses objetivos ficarão por aqui até que eles sejam alcançados”, disse.

“Não vai ser fácil alcançá-los e vão existir alguns obstáculos pelo caminho... Eu não acho que tudo vai ser perfeito, mas vai ser divertido esse período dos próximos anos, até eu encerrar minha carreira.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below