Marion Jones devolve medalhas olímpicas ganhas em 2000

segunda-feira, 8 de outubro de 2007 20:56 BRT
 

Por Gene Cherry

SALVO (Reuters) - A velocista Marion Jones renunciou às cinco medalhas que ganhou na Olimpíada de Sydney-2000 e aceitou uma suspensão de dois anos após admitir o uso de substâncias proibidas, informou a Agência Antidoping dos Estados Unidos nesta segunda-feira.

Marion Jones anunciou na sexta-feira que estava se retirando das pistas.

"Ela pede desculpas a seus adversários e espera que os livros de recordes sejam emendados para refletir com precisão seus feitos", disse à Reuters uma fonte próxima à atleta, que pediu anonimato.

O advogado Henry DePippo, que representa Jones em Nova York, confirmou por telefone que as medalhas foram devolvidas.

A atleta ganhou três medalhas de ouro e duas de bronze naqueles Jogos Olímpicos. Na sexta-feira passada, após anos de desmentidos, ela admitiu a um tribunal de Nova York que havia consumido o esteróide tetrahidrogestrinona (THG) de setembro de 2000 a julho de 2001.

Peter Ueberroth, presidente do Comitê Olímpico dos EUA, já havia pedido que Jones devolvesse suas medalhas, e o Comitê Olímpico Internacional (COI) havia anunciado um processo que poderia levar à cassação das medalhas.

(Reportagem adicional de Karolos Grohmann)