24 de Novembro de 2007 / às 15:53 / em 10 anos

Fifa dá ingressos de graça para a Copa do Mundo de 2010

Por Mike Collett

Durban (Reuters) - A Fifa vai dar 120 mil ingressos de graça aos sul-africanos para os jogos da Copa do Mundo de 2010, afirmou neste sábado o secretário-geral da entidade, Jerome Valcke.

O comitê organizador da primeira Copa do Mundo a ser realizada na África decidiu também que, para tornar as partidas da competição mais acessíveis para os torcedores locais, os ingressos para os jogos da primeira fase -- exceto o jogo de abertura -- custarão 20 dólares.

O comitê também confirmou os cabeças-de-chave do sorteio de domingo das eliminatórias na Ásia, Concacaf, Europa e África. As competições na América do Sul e Oceania já começaram.

A Inglaterra, que não se classificou para a Eurocopa de 2008 após perder para a Croácia esta semana, ficará no segundo escalão, como esperado.

Os cabeças-de-chave europeus serão: a Itália (atual campeã mundial), Espanha, Alemanha, República Tcheca, França, Portugal, Holanda, Croácia e a Grécia (atual campeã européia).

O calendário das partidas do Mundial também foi confirmado, com abertura no dia 11 de junho e finais no dia 11 de julho. Os horários de início de jogo foram marcadas para as 9h, 14h e 18h (todos no horário de Brasília), com o jogo de abertura da Copa do Mundo sendo realizado no estádio Soccer City, em Joanesburgo. Outros jogos do primeiro dia da Copa serão realizados em Cidade do Cabo, Rustenburgo e Port Elizabeth.

Foi anunciado na sexta-feira que os sul-africanos poderão comprar ingressos com preços mais em conta para as finais.

O ingresso mais caro da primeira fase -- fora o jogo de abertura, que custará 450 dólares -- será de 160 dólares. O ingresso mais barato da segunda fase custará 50 dólares, enquanto que o mais barato das semifinais custará 100 dólares.

O ingresso mais caro para a final custará 900 dólares, e o mais barato, 150 dólares.

Valcke afirmou que cerca de três milhões de ingressos estarão disponíveis, dos quais até 15 por cento deles serão os de preços mais baixos. O total de ingressos disponíveis será conhecido em dois anos, quando terminará o planejamento de assentos dos estádios.

PARCEIROS COMERCIAIS

Valcke acrescentou que "o custo dos 120 mil ingressos gratuitos será subsidiado pelos parceiros comerciais da Fifa."

Em breve será decidido se esses ingressos gratuitos serão dados como prêmios em concursos promovidos pelos parceiros ou dados aos primeiros que se apresentarem.

Valcke afirmou que medidas serão tomadas para garantir que os ingressos gratuitos não sejam vendidos para torcedores de outros países.

"Estamos trabalhando para garantir que não haja mercado negro de ingressos", afirmou.

Danny Jordaan, executivo-chefe do comitê organizador local, acrescentou: "Não podemos anunciar as medidas agora porque as pessoas poderão tentar meios de burlá-las.

"Nossa meta são os torcedores de futebol pobres deste país, e se houver um torcedor com a camisa da Inglaterra ou da Bélgica naquele assento, saberemos que algo deu errado."

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou que espera ver todos os estádios da África do Sul prontos a tempo e que para minimizar problemas trabalhistas, os operários das obras terão bônus anuais para não entrarem em greve.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below