COI suspende Comitê Olímpico Iraquiano

quarta-feira, 4 de junho de 2008 17:42 BRT
 

ATENAS (Reuters) - O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou na quarta-feira a suspensão temporária do Comitê Olímpico Nacional Iraquiano devido à interferência do governo local, o que coloca em risco a presença do Iraque na Olimpíada de Pequim.

"O conselho executivo [do COI] decidiu hoje suspender provisoriamente o Comitê Olímpico Nacional Iraquiano como consequência da atual interferência política por parte do governo dentro do movimento esportivo no Iraque", disse o COI em nota divulgada no primeiro dos três dias de reunião do conselho em Atenas.

O texto diz que a interferência governamental "culminou há duas semanas com o Conselho de Ministros iraquiano afastando o Comitê Olímpico Nacional e suas federações associadas e apontando um comitê provisório presidido pelo ministro do Esporte, numa clara violação da autonomia do Comitê Olímpico Nacional."

O governo iraquiano diz que o comitê original era ilegítimo porque não tinha quorum e não havia realizado novas eleições.

Na semana passada, o COI havia pedido a Bagdá que reempossasse o antigo comitê olímpico. Agora, a entidade máxima do esporte olímpico diz que vai convidar o governo para buscar uma solução.

"O COI vai continuar buscando formas de ajudar os atletas iraquianos, embora a situação criada pelas autoridades governamentais iraquianas torne a tarefa muito difícil", disse o COI.

Não está claro quando essas discussões ocorrerão e como essa decisão afetará a pequena delegação iraquiana que está se preparando para os Jogos de Pequim, a partir de 8 de agosto. Desde 2003, mais de cem atletas iraquianos morreram devido à guerra no país.

(Reportagem de Barney Spender e Karolos Grohmann)