Ídolo, Ronaldinho une brasileiros e chineses

quarta-feira, 13 de agosto de 2008 12:13 BRT
 

Por Maurício Savarese

PEQUIM (Reuters) - Para os chineses, Lonaldinhôu. Entre os brasileiros, é gaúcho, dentuço ou apenas Ronaldinho. Apesar de o futebol estar longe dos melhores dias, as exibições do meia-atacante nos Jogos Olímpicos só aumentam os seus fãs no Brasil e no Oriente.

Nas primeiras partidas do Brasil em Shenyang, muitos foram os chineses que compareceram ao estádio com a camisa do número 10 da seleção às costas. Durante a partida contra o time da casa, tampouco faltaram fãs orientais que fizeram o mesmo em bares que transmitiram a partida.

"Gosto do Ronaldinho há muito tempo porque ele é feliz em campo e isso passa para quem está fora", disse a estudante Miki Cheung, 21 anos, dona de três camisas com o nome do jogador -uma do Barcelona e duas da seleção.

"Não vou dizer isso em voz alta, mas pode dizer que eu estou torcendo para o Brasil e, principalmente, para o Ronaldinho", afirmou ela durante a partida em que o Brasil venceu a China por 3 x 0.

Os brasileiros em Pequim fazem questão de estimular os chineses a idolatrarem o jogador, campeão da Copa do Mundo em 2002 e que depois de uma temporada fraca na Espanha se transferiu para o italiano Milan.

"Minha namorada é chinesa e achava o cabelo do Ronaldinho engraçado. Comecei a botar pilha para ela gostar dele também pelo futebol e pelas brincadeiras em campo. Ela continua não gostando muito de futebol, mas ficou fã do Ronaldinho", afirmou o paulista Ricardo Chen, de 26 anos.

LUONALDÔ OU LUONALDINHÔU

No metrô de Pequim, não são poucas as vezes em que passam chineses com a camiseta azul da seleção brasileira, especialmente a com o nome de Ronaldinho. Para o público local, o jogador é também o substituto natural do outro brasileiro de quem são fãs.   Continuação...

 
<p>O brasileiro Ronaldinho se prepara para cobrar falta durante partida contra a China, em Pequim, dia 13 de agosto. Para os chineses, Lonaldinh&ocirc;u. Entre os brasileiros, &eacute; ga&uacute;cho, dentu&ccedil;o ou apenas Ronaldinho. Apesar de o futebol estar longe dos melhores dias, as exibi&ccedil;&otilde;es do meia-atacante nos Jogos Ol&iacute;mpicos s&oacute; aumentam os seus f&atilde;s no Brasil e no Oriente. Photo by Daniel Aguilar</p>