Passagem da tocha olímpica causa confusão em San Francisco

quarta-feira, 9 de abril de 2008 19:36 BRT
 

Por Adam Tanner

SAN FRANCISCO (Reuters) - Houve confusão na passagem da tocha olímpica por San Francisco, na quarta-feira, apesar da mudança de última hora no percurso, que surpreendeu milhares de manifestantes e entusiastas do evento.

O primeiro corredor empunhou a tocha e iniciou o trajeto, escoltado por agentes chineses altos, vestidos de azul. O grupo então sumiu dentro de um imenso galpão à margem d'água, numa alteração de última hora das autoridades para evitar distúrbios.

A "Jornada de Harmonia", como foi batizada pelos organizadores, rapidamente virou uma jornada de procura da tocha perdida.

Essa é a única etapa do revezamento olímpico nos Estados Unidos. A passagem da tocha já provocou protestos na semana passada em Londres e Paris, por causa de questões como a repressão chinesa no Tibet e a situação dos direitos humanos no país anfitrião da próxima Olimpíada, em agosto.

Depois que a tocha desapareceu no galpão, a presença de jet-skis e barcos da polícia sugeria que ela poderia ressurgir numa embarcação. Mas, uma hora depois, ela reapareceu numa importante rua no sentido norte-sul, a mais de três quilômetros dali.

A platéia ficou perplexa. "Acho que foi covardia. Se eles não podem correr com a tocha pela cidade, significa que ninguém está apoiando os Jogos", disse Matt Helmenstine, um professor de 30 anos que empunhava uma bandeira do Tibete.

O engenheiro chinês Michael Huo, que trabalha no vale do Silício, acrescentou: "Acho que fomos enganados, porque acho que o significado do revezamento era mostrar a todo o mundo que nosso país está recebendo a Olimpíada."

San Francisco tem uma grande comunidade sino-americana, e muitos esperavam com orgulho para ver a tocha. Houve atritos com os manifestantes pró-Tibet, e pelo menos um deles foi detido mesmo antes do início do evento, que estava previsto para as 13h (17h em Brasília), mas começou atrasado.   Continuação...