4 de Julho de 2008 / às 11:31 / 9 anos atrás

LDU festeja título da Libertadores como vitória de todo país

<p>Torcedores do LDU comemorarm a vit&oacute;ria de seu time em Quito, 2 de julho REUTERS. Photo by Reuters</p>

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A vitória da Liga Deportiva Universitaria sobre o Fluminense na final da Copa Libertadores, no Maracanã, significa um marco ainda sem dimensão definida na história do futebol equatoriano, disseram os integrantes da equipe campeã na madrugada desta quinta-feira.

"Não é um título apenas da Liga (LDU), é um título do futebol equatoriano como um todo", disse o técnico argentino do clube, Edgardo Bauza, após a vitória nos pênaltis.

"Nós ainda não sabemos toda a importância dessa conquista. Vamos enfrentar o Manchester, jogar contra (Carlos) Tevez, (Cristiano) Ronaldo. Ainda não temos a verdadeira dimensão do que nós fizemos, só me resta dizer que estou muito emocionado", acrescentou, referindo-se ao Mundial de Clubes, em dezembro, que terá a participação do atual campeão europeu, Manchester United.

A LDU tornou-se o primeiro clube do Equador a conquistar a Copa Libertadores ao vencer o Fluminense na disputa de pênaltis, diante de mais de 80 mil torcedores no Maracanã. A decisão terminou empatada em 5 x 5 após duas partidas (4 x 2 LDU em Quito e 3 x 1 Fluminense no Rio), e o goleiro Cevallos sagrou-se herói do título ao defender as cobranças dos tricolores Conca, Thiago Neves e Washington.

Cevallos, de 37 anos, que era dúvida antes da decisão devido a uma lesão na coxa, chegou a assustar a torcida equatoriana durante a partida com alguns lances incertos, mas consagrou-se com um ritual particular nos pênaltis.

Antes de cada cobrança, o goleiro dirigia-se ao fundo do gol, e, ajoelhado, agarrava-se a rede. "Eu pedia proteção ao meu pai, que morreu quando eu tinha 11 anos", disse ele, que dedicou a vitória ao pai falecido, depois da partida.

"Essa é uma conquista para todo o meu país, que sempre me apoiou e sempre confiou em mim", acrescentou o goleiro, titular da seleção do Equador.

"Passei por momentos muito difíceis na minha carreira, mas hoje tudo isso ficou para trás. Fizemos algo histórico, que vai ficar na história do futebol mundial."

A conquista do título também foi encarada pelos jogadores da LDU como grande oportunidade de ganhar visibilidade internacional, e quem sabe, conseguir uma transferência para o futebol europeu. O sonho, declarado sem cerimônia pelos jogadores depois da conquista, já foi realizado pelo ala-direito Joffre Guerrón, que vai jogar no Getafe, da Espanha.

Guerrón, destaque da equipe nas duas partidas da decisão, inclusive já deixou o gramado do Maracanã com a camisa do novo clube. O jogador destacou a alegria que o título levaria ao povo equatoriano. Cerca de 2.000 torcedores da LDU estavam presentes no Maracanã.

"É a vitória de um país que está nos vendo, acredito que agora eles estão comemorando, e eles merecem isso. Essa conquista é muito importante, muito motivadora para o futebol do Equador como um todo", afirmou.

No aspecto tático, o técnico Bauza destacou o futebol ofensivo praticado pela equipe, seja qual fosse o adversário e a situação enfrentada. Na própria partida contra o Fluminense, apesar de ter aberto 1 x 0 no Maracanã --placar que obrigava o time carioca a marcar 4 vezes para levar o título-- a LDU continuou buscando o ataque.

"Em todas as partidas nós marcamos gol como visitante. Sempre buscamos fazer o nosso jogo, aconteça o que acontecesse. Assim conseguimos passar por equipes complicadas como (o argentino) Estudiantes, San Lorenzo, América do México e por último o Fluminense. O principal foi a nossa valentia", afirmou o técnico.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below