September 8, 2008 / 6:31 PM / in 9 years

Dunga responde após vitória e garante: "trabalho estava certo"

4 Min, DE LEITURA

<p>O t&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o brasileira de Futebol, Dunga, escuta a pergunta durante coletiva de imprensa no Rio de Janeiro, no dia 8 de setembro. O t&eacute;cnico cobrou a conta ap&oacute;s engolir todas as cr&iacute;ticas recebidas. A vit&oacute;ria sobre o Chile, por 3 x 0, num jogo que muitos viam como o &uacute;ltimo do treinador em caso de derrota, foi combust&iacute;vel para as respostas do treinador. Photo by Bruno Domingos</p>

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O técnico Dunga cobrou a conta após engolir todas as críticas recebidas. A vitória sobre o Chile, por 3 x 0, num jogo que muitos viam como o último do treinador em caso de derrota, foi combustível para as respostas do treinador, que voltou para o Brasil, nesta segunda-feira, com o time vice-líder das eliminatórias.

Dunga garantiu que em nenhum momento utilizou os questionamentos feitos até pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva como forma de incentivar os jogadores antes da partida, a primeira vencida pelo Brasil como visitante no torneio, e disse que o resultado positivo é a prova de que o trabalho dele sempre esteve correto.

"Não usei de nenhuma forma as críticas", disse Dunga em entrevista coletiva, na segunda-feira, na qual, aproveitando a resposta dada por seu time dentro de campo, partiu para o ataque e disse que não critica "os erros de português e de informação de vocês (jornalistas)".

"Utilizamos apenas o que o Chile tinha falado, faltando com o respeito com o Brasil. Se as críticas resolvessem, o Brasil não ia perder nunca, ia ser campeão sempre, porque o Brasil é sempre criticado", acrescentou o técnico, em um hotel no Rio de Janeiro.

O resultado em Santiago levou o Brasil do sexto para o segundo lugar das eliminatórias, à frente da rival Argentina pelo saldo de gols e dois pontos atrás do Paraguai -- 14 a 12. Na quarta-feira, a seleção recebe a Bolívia (10a colocada) no Rio de Janeiro, e pode assumir a ponta das eliminatórias em caso de tropeço dos paraguaios diante da Venezuela.

PREPARO FÍSICO

A mudança de perspectiva para uma equipe que vinha há três jogos sem marcar gols e desacreditada pela torcida -- mais da metade dos 29 mil ingressos para o jogo no estádio João Havelange (Engenhão) não tinha sido vendida até esta segunda-feira -- teve como causa principal o melhor condicionamento físico dos atletas, segundo o treinador.

Pelas eliminatórias para o Mundial de 2010, na África do Sul, o Brasil perdeu por 2 x 0 para o Paraguai e empatou sem gols com a Argentina, em Belo Horizonte, onde o treinador foi hostilizado duramente pela torcida.

"Essa vitória nos dá a segurança de que aquilo que nós vínhamos fazendo era o certo. Conseguimos demonstrar agora, com mais tempo de preparação, que o nosso trabalho estava correto", disse Dunga.

"Diferentemente do que foi contra Venezuela (amistoso perdido por 2 x 0), Paraguai e Argentina, quando os jogadores vinham de 30 dias de férias... nessa fase agora eles já vieram com um bom condicionamento e nós pudemos dar ênfase na velocidade", acrescentou o treinador, lembrando os jogos disputados em junho.

Dunga também ressaltou o comportamento dos jogadores em campo, "comprometidos com a vitória em nome do grupo", segundo ele. Ronaldinho Gaúcho ganhou menção especial por ter permanecido no banco de reservas após ser substituído, no início do segundo tempo, após a expulsão do lateral Kléber --Juan entrou para recompor a defesa.

"Ele só foi trocado porque foi expulso um jogador. Ele vinha se comportando bem na função que estava", disse Dunga, que preferiu não responder quem entre Diego, Ronaldinho, Robinho e Luis Fabiano deixaria o time para a eventual entrada de Kaká quando o meia do Milan estiver recuperado de contusão.

"O Ronaldinho demonstrou a maturidade que se quer na seleção brasileira. Tivemos que trocar um jogador duas vezes melhor do mundo e ele, mesmo chateado, ficou no banco torcendo por seus companheiros."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below