Esporte com muito doping pode sofrer 'falência moral', diz Wada

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 10:55 BRT
 

Por Martin Petty

PEQUIM (Reuters) - As modalidades esportivas manchadas por escândalos de doping correm o risco de sofrer uma "falência moral" caso continuem a surgir testes positivos, afirmou na quinta-feira o chefe da Agência Mundial Antidoping (Wada).

Segundo John Fahey, escândalos de doping envolvendo nomes importantes como os casos dos medalhistas de ouro Ben Johnson e Marion Jones podem afastar os espectadores e os patrocinadores para longe de certas modalidades.

"Há muita suspeita em meio à opinião pública. Não existe mais a confiança que se via antes", disse Fahey, em uma entrevista coletiva.

"Se não combatermos isso (o doping), parte do mundo nos deixará porque as pessoas vão abandonar uma determinada modalidade esportiva, independente de qual ou de quando, se não estiverem convencidas de sua integridade."

Dois meses atrás, os meios de comunicação europeus ameaçaram reduzir significativamente o espaço reservado aos eventos esportivos se as federações não oferecessem "garantias máximas" na luta contra o doping.

O aviso apareceu depois de a edição deste ano da Volta da França ter sido novamente manchada por casos de uso de substâncias ilícitas.

Fahey, que substituiu Dick Pound no comando da Wada no ano passado, disse esperar que as Olimpíadas de Pequim sejam limpas e que possam recuperar a confiança da opinião pública.